Nobel de Química vai para microscópio que permitiu análise do vírus da zika

Jacques Dubochet, Joachim Frank e Richard Henderson são os vencedores do Prêmio Nobel de Química 2017

 

Depois da premiação do Nobel de Medicina e de Física , chegou a vez, nesta quarta-feira (4) dos pesquisadores Jacques Dubochet, Joachim Frank e Richard Henderson serem condecorados com o prêmio Nobel de Química pelos seus estudos com microscopia – uma técnica que melhora e simplifica a visualização de moléculas.

"Este método coloca a bioquímica em uma nova era. Pesquisadores agora vão poder congelar biomoléculas no meio de seus movimentos e visualizar processos que nunca foram vistos antes, o que é decisivo para o entendimento da vida e para o desenvolvimento de remédios", explicou a Academia Real Sueca de Ciências após anunciar os vencedores do Nobel de Química

O método permite que os cientistas parem as moléculas no meio do seu processo orgânico e entendam o que está ocorrendo dentro dela.

Essa técnica foi desenvolvida em 2013 pelos três pesquisadores e foi utilizada para visualizar as estruturas presentes no vírus da zika, coisa que não seria possível com outras tecnologias.

O mesmo processo foi usado para observar a resistência bacteriana quando as células não respondem aos antibióticos de maneira suficiente.

Por vencerem o Nobel , os laureados vão receber, na entrega do prêmio, um montante de R$ 3,5 milhões em dinheiro, além de um diploma e uma medalha.

Outras premiações

No ano passado, o prêmio de Química foi para os cientistas Jean-Pierre Sauvage, Sir J. Fraser Stoddart e Bernard L. Feringa, pelo desenvolvimento de máquinas moleculares. No ano anterior, Tomas Lindahl, Paul Modrich e Aziz Sancar receberam o reconhecimento por suas contribuições para o conhecimento do funcionamento das células vivas, que é usado, atualmente, para o desenvolvimento de novos tratamentos de câncer.

O Nobel de Química é o terceiro a ser apresentado. Nesta terça-feira (3), foram conhecidos os vencedores da premiação de Física – os cientistas Rainer Weiss, Barry C. Barish e Kip S. Thornee, por estudo sobre ondas gravitacionais – e, na segunda-feira (2), os ganhadores do Nobel de Medicina – Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young. Nesta quinta (5), irá ser anunciado o de Literatura; e, na sexta (6), o da Paz . Já na próxima segunda-feira (9) será a vez do Nobel de Economia.

Fonte: Último Segundo-  IG

Categoria:Saúde

Deixe seu Comentário