‘Fatos relatados pela PGR são gravíssimos’, diz presidente da OAB

O presidente nacional da OAB(Ordem dos Advogados do Brasil), Claudio Lamachia, disse que são “gravíssimos” os fatos trazidos nesta segunda-feira pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em relação ao acordo de colaboração premiada firmada pelo Ministério Público Federal com o grupo JBS.

 

Janot disse que um áudio entregue à Procuradoria-Geral da República na quinta-feira traz um diálogo entre um dos donos da companhia, Joesley Batista, e o diretor da empresa Ricardo Saud, que aponta para irregularidades no acordo de delação, como o envolvimento do ex-procurador Marcelo Miller, que trabalhou no gabinete do procurador-geral e teria sido aliciado pelo grupo. Segundo Janot, as revelações, que ele mandou investigar, podem levar à anulação do acordo.

 

“Os fatos relatados pelo procurador-geral da República são gravíssimos. A sociedade ficou, por muito tempo, indignada com os benefícios concedidos aos empresários que admitiram cometer diversos crimes contra o Estado e contra a sociedade brasileira. A OAB espera que a lei possa valer igualmente para todos. Não existe processo válido sem que a lei seja respeitada”, afirmou Lamachia.

Categoria:Operação Lava Jato

Deixe seu Comentário